Prémio Internacional em Estudos Culturais Virgínia Quaresma – Edição 2020

13/01/2021 - 10:31

A Universidade de Aveiro (UA) divulgou nesta quarta-feira (13) os resultados da primeira edição do Prémio Internacional em Estudos Culturais Virgínia Quaresma. O Prémio Carreira foi outorgado ao filósofo da cultura Eduardo Lourenço, um dos maiores expoentes da intelectualidade portuguesa contemporânea, recentemente falecido. O Prémio Melhor Tese de Doutoramento em Estudos Culturais foi atribuído a Sara Vidal Maia, pela tese “Relações de Poder e Identidade(s) de Género: A sociedade ‘matriarcal’ de Ílhavo na década de 1950”, defendida em 2016, no Programa Doutoral em Estudos Culturais das Universidades de Aveiro e do Minho. O Prémio Internacional em Estudos Culturais Virgínia Quaresma é uma promoção da UA, com o apoio da Rede Internacional em Estudos Culturais (RIEC) e da Rede Nacional em Estudos Culturais (RNEC) e, nesta edição, conta com o patrocínio da Direção Regional de Cultura do Centro, de Portugal.

O Prémio Virgínia Quaresma distinguiu também com menções honrosas as teses de doutoramento de Lélian Silveira, intitulada “O Olhar Europeu Sobre o Brasil: da exotização do paraíso à mercantilização turística”; de Walter Chile, intitulada “Traquitanas cênicas – saberes teatrais e artes de pesca: A decolonização do cenotécnico no Teatro Cacuri”; e de Catarina Laranjeiro, intitulada “Entre as Imagens e os Espíritos: encontros com a memória da guerra de libertação na Guiné-Bissau”.

As teses de Lélian Silveira e Walter Chile foram defendidas no Programa Doutoral em Estudos Culturais da Universidades de Aveiro e do Minho, respetivamente em 2017 e 2019 e a de Catarina Laranjeiro foi defendida no Programa Doutoral em Pós-Colonialismos e Cidadania Global, da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, em 2018.

Concorreram 27 teses de doutoramento de diversas universidades nacionais e internacionais. O júri foi composto pelo Reitor da UA, na qualidade de Presidente; por um representante da RIEC; por um representante da RNEC; pelo investigador/docente de maior categoria académica na área dos Estudos Culturais da UA e membro do Centro de Línguas Literaturas e Culturas desta universidade; por um perito internacional no campo dos Estudos Culturais e por um representante da entidade financiadora do Prémio de Melhor Tese de Doutoramento, neste caso, a Direção Regional de Cultura do Centro.

O Prémio Internacional em Estudos Culturais Virgínia Quaresma será atribuído a cada dois anos nas duas modalidades “Carreira”, com prémio no valor de 1.500€, e “Melhor Tese de Doutoramento em Estudos Culturais”, premiado com a edição e publicação da tese escolhido. As inscrições e regulamento serão divulgados oportunamente no site da Universidade de Aveiro e no site do Prémio Internacional em Estudos Culturais Virgínia Quaresma.